Equilibrando as energias

Dores de cabeça, mal-estar físico e emocional, problemas financeiros, relacionamentos que nunca dão certo. Muita gente vive assim, convive com as dificuldades e não tem idéia de que bastam algumas pequenas intervenções na casa onde mora ou no trabalho, para reequilibrar as energias. Este trabalho conhecido como Feng Shui, existe há quatro mil anos e já conquistou adeptos em todo o mundo. Trata-se uma arte milenar chinesa de harmonização do meio ambiente onde são utilizados fontes, sinos de vento, objetos de cores e formas diversas, plantas, aquários, animais, objetos de arte.

Para os céticos é difícil de acreditar nos efeitos do Feng Shui. Mas quando se sabe que o Banco de Boston e outras multinacionais já cederam aos encantos da arte e mostraram resultados, não custa tentar.

Complicado é encontrar um profissional que alie o bom gosto e a preocupação com o bem-estar dos moradores e também enquadre os novos itens da decoração sem destoar do restante do ambiente.

Juliana Torres, arquiteta radicada em Brasília, incorporou o Feng Shui e a radiestesia* no seu dia a dia. Ela realiza curas em empresas, lojas, clínicas e residências e tem surpreendido seus clientes pelo bom trabalho. Com a radiestesia, a arquiteta elabora um diagnóstico bioenergético do local, detecta vibrações positivas e negativas. Com o Feng Shui posiciona objetos, muda cores, inseri novos itens na decoração e assim, potencializa os aspectos favoráveis e neutraliza os desfavoráveis.

O trabalho da arquiteta é baseado nas escolas tradicionais de Feng Shui da China, conhecida como Escola da Bússola, onde é fundamental observar a natureza, o posicionamento do imóvel, a data de nascimento dos moradores. Com estes dados em mãos, Juliana mapeia o espaço e o divide em oito partes, além do centro: família, prosperidade, sucesso, trabalho, relacionamentos, filhos, espiritualidade e criatividade. Em cada uma destas partes, ela ativa o que está estagnado e neutraliza o excesso de energia, quando é o caso. O resultado é o bom astral da casa e o benefício para os moradores.

Juliana alerta para tentativas de aplicar o Feng Shui, sem embasamento. Hoje em dia, segundo a especialista, há várias tentativas de simplificar a arte. Revistas destinadas ao público feminino dão receitas rápidas que nem sempre surtem efeitos.

A arquiteta começou a se interessar pela arte quando estudava em Barcelona, na Espanha. Viu cientistas comprovarem por meio de equipamentos de última geração a vibração dos terrenos, casas, objetos e as influências delas nos humanos. Para maiores informações ligue (61) 9978-8892.

*Radiestesia é a união de dois termos: Radius, que vem do latim e significa radiação, e aisthesis, de origem grega e que significa sensibilidade, indicando assim a sensibilidade as radiações. A radiestesia parte do pressuposto que tudo no universo emite uma energia, idéia esta que embora pudesse parecer tolice há alguns anos atrás encontra cada vez mais a aceitação de físicos e químicos. Este campo energético emitido por tudo possui graus diferentes, a energia emitida pela água por exemplo é diferente da energia emitida pelo chumbo, e ainda seguindo este raciocínio podemos dizer que um órgão são possui uma emissão energética diferente do mesmo órgão enfermo.

Rev. Excelência. Ed. 65, Nov. 2008

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial